Informações Gerais

  • 20h
  • A partir de 25/2/2021
  • avaliações
  • Inscrição aberta ao público

Sobre o curso

Este Recurso Educacional Aberto (REA) refere-se a um webnário que trata da divulgação de ações e eventos promovidos para o combate à sífilis, desenvolvidos no Projeto “Sífilis Não”. A discussão estende-se acerca dos eixos de dimensões do referido projeto; abordando sobre as metodologias ágeis aplicadas nesse contexto no que se refere à condução, à avaliação, ao acompanhamento e ao incremento das ações, incluindo as avaliações conjuntas com o Ministério da Saúde. Além disso, ressalta a visibilidade da sífilis no contexto internacional, a divulgação de pesquisas realizadas sobre o tema, bem como a importância das cooperações internacionais. Contextualiza as ações do projeto no âmbito do desenvolvimento sustentável e destaca a imprescindibilidade dos movimentos de educomunicação.

Objetivos

OBJETIVO GERAL

Discutir ações e eventos do Projeto “Sífilis Não”, partindo dos dados epidemiológicos de disseminação da doença, com o intuito de divulgar as pesquisas desenvolvidas e compartilhar as informações com as sociedades e os governos, visando fomentar práticas eficazes para o enfrentamento da infecção.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Identificar os eixos de dimensões do Projeto “Sífilis Não”.

  • Avaliar as metodologias aplicadas no projeto.

  • Discutir a situação da sífilis no contexto internacional e a importância das respectivas cooperações.

  • Descrever as ações do projeto no âmbito do desenvolvimento sustentável.

  • Analisar os resultados das pesquisas desenvolvidas sobre a doença.

  • Relatar a importância da atuação dos movimentos de educomunicação.

Conteúdo

Unidade 1 – Gestão da saúde pública para IST numa visão integrada
Aula 1 – Mídia, transmídia e crossmídia: ecossistema educomunicativo das experiências do Projeto “Sífilis Não”
Aula 2 – Práticas pedagógicas com imagens em movimento
Aula 3 – Comunicar (con)ciencia: la labor del comunicador en Ciencias de la Salud
Aula 4 – El audiovidual como estrategia de dinanización social: la conveniencia o necesidad de la aplicacion de buenas practicas a la producción de las campañas sobre prevención de la sífilis.

Unidade 2 - Política Nacional Brasileira de Enfrentamento à Sífilis
Aula 1 – Gestão da saúde pública para IST numa visão integrada
Aula 2 – Política Nacional Brasileira de Enfrentamento à Sífilis
Aula 3 – Cooperação LAIS - CEIS 20: oportunidades e desafios para o enfrentamento à sífilis
Aula 4 – Recursos Educacionais para o enfrentamento da sífilis no Brasil: o que há de inovador?
Aula 5 – Pesquisa-ação e redes de apoiadores no Projeto “Sífilis Não”
Aula 6 – A dimensão internacional da pesquisa aplicada no SUS: o caso do “Projeto Sífilis Não”

Unidade 3 - Sífilis, ainda e agora
Aula 1 – Comportamento e ISTs: onde estamos?
Aula 2 – Antropologia da Saúde: trabalho de campo em saúde com populações em situação de vulnerabilidade
Aula 3 – A linguagem audiovisual científica como estratégia de comunicação pública da saúde
Aula 4 – Políticas públicas e sífilis e outras ISTs: comportamento e população vulnerável

Unidade 4 - Apresentação dos resultados do Projeto “Sífilis Não”
Aula 1 – Apresentação dos resultados do Projeto “Sífilis Não” – Ricardo Valentim
Aula 2 – Sífilis no sistema prisional brasileiro: uma análise baseada em dados
Aula 3 – Educação no sistema prisional
Aula 4 – (Re)Integração de pessoas em situação de cárcere
Aula 5 – Educação digital no sistema prisional

Como nos organizamos

METODOLOGIA

O curso é oferecido sob a forma de educação a distância, dialogada e autoinstrucional. O referido material utiliza recurso didático, que trabalha com atividades de correção automatizada, disponibilizando o feedback das questões aos participantes do curso.

RECURSOS

Este módulo conta com recursos de vídeo gravados a partir das palestras ministradas no evento.

AVALIAÇÃO

O tópico de avaliação aborda questões de múltipla escolha que contemplam a temática envolvida nas discussões propostas.