Informações Gerais

Sobre o curso

O curso de Especialização em Saúde da Família possui duração de 48 semanas, com carga horária total de 360h (trezentos e sessenta horas), sendo 345h (trezentos e quarenta e cinco horas) a distância, via Ambiente Virtual de Aprendizagem. 

A especialização está organizada em três eixos: Eixo I – Investigação em Atenção Primária à Saúde; Eixo II – Itinerários Formativos na Atenção à Saúde; Eixo III – Gestão em Atenção Primária à Saúde. Além disso, o curso possui módulos obrigatórios e módulos optativos, que produzem um itinerário formativo.

O tempo de dedicação a distância obrigatório é de, no mínimo, 8h (oito horas) semanais, e 15h (quinze horas) presenciais a serem cumpridas no seminário de apresentação do trabalho de conclusão de curso.

A proposta pedagógica da especialização sustenta-se em uma base clínica e de saúde coletiva e, transversalmente ao curso: promoção da saúde e vigilância à saúde, atenção à demanda espontânea e programada, educação em saúde, gestão do cuidado e controle social, planejamento, monitoramento e avaliação com foco nos indicadores do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica – PMAQ.


Saiba mais sobre o PEPSUS em <www.pepsus.lais.ufrn.br>.



Objetivos

Objetivo geral

Favorecer a consolidação e aprimoramento da Atenção Primária à Saúde como reorientadora do modelo de Atenção à Saúde por meio da qualificação para a Estratégia de Saúde da Família no cuidado, na gestão e participação popular com base clínica e de saúde coletiva consoante ao perfil de multiplicador de saberes nos egressos do Programa.

 

Objetivos específicos

- Qualificar as equipes da Estratégia de Saúde da Família com foco nas mudanças positivas nas práticas nos territórios do SUS.
- Fortalecer a educação permanente enquanto prática transformadora da realidade das equipes de Saúde da Família.
- Instrumentalizar as equipes de Saúde da Família em ferramentas de diagnóstico, planejamento, monitoramento e avaliação com fins do aprimoramento da gestão participativa e do cuidado nos territórios.
- Implementar intervenções baseadas nas situações de saúde dos territórios.
- Promover e reincorporar ações de promoção à saúde e vigilância em saúde na prática diária da Estratégia de Saúde da Família.
- Promover e reincorporar o trabalho em equipe e a qualificação das ferramentas de humanização na prática diária da Estratégia de Saúde da Família.